• Gustavo Monnerat PhD

Massa Magra e dieta com restrição de Carboidratos

Atualizado: 15 de Ago de 2020



Se existisse um motor realmente “total flex”, este seria nosso tecido muscular. Ao longo da evolução, nossas células musculares se adaptaram para conseguir utilizar diferentes fontes energéticas, incluindo carboidratos, amino ácidos, gorduras, corpos cetônicos. ⠀ Diante desta complexidade, uma das maiores perguntas atuais é entender essa flexibilidade metabólica, buscando otimizar a performance, saúde e emagrecimento, minimizando a perda de proteínas musculares. ⠀ Uma das maiores críticas às estratégias Low Carb, baseia-se na possível redução da Massa Magra devido a restrição de Carboidratos. E essas críticas se fundamentam em 4 pilares:

1⃣ Restringir carboidratos aumentaria a oxidação de proteínas para produção de Energia (ATP), proteínas essas, que viriam dos músculos;

2⃣ Potencial efeito Anabólico da Insulina (Liberado em larga escala após ingestão de Carboidratos);

3⃣ Carboidrato (especialmente através do Glicogênio Muscular) é o principal Substrato Energético para tarefas de alta intensidade como Treino de Força, logo a restrição poderia reduzir o desempenho no treino;

4⃣ Aumento dos níveis de cortisol, o qual poderia prejudicar a manutenção da massa magra. ⠀ No entanto, quando olhamos os Ensaios Clínicos Randomizados, nem sempre os resultados apontam para redução de massa magra com dietas Low Carb[1-9] e em alguns há até aumento da massa magra [10-13].


Agora qual seria o ideal? Provalvemente a que não restringe calorias, não aumenta tanto cortisol e que se beneficia do efeito anabólico da Insulina. No entanto, tanto a sinalização por aminoácidos essenciais e a ativação de mTOR pelo treino contra resistido serão os principais mecanismos


Texto escrito com Prof. Rafa Lund


Referencias e leituras indicadas

[1] Nutr Metab (Lond). 2010 Mar 2;7:17. [2] J Int Soc Sports Nutr. 2018 Jul 9;15(1):31. [3] J Sports Sci Med. 2016 Dec 1;15(4):578-584. [4] J Int Soc Sports Nutr. 2012 Jul 26;9(1):34. [5] Eur Rev Med Pharmacol Sci. 2016 Jul;20(12):2613-21. [6] J Clin Endocrinol Metab. 2017 Feb 1;102(2):488-498. [7] J Int Soc Sports Nutr. 2018 Jul 9;15(1):31. [8] Int J Sports Exe Sci. 2017 Mar;3(2):1-10. [9] Metabolism. 2018 Apr;81:25-34. [10] J Int Soc Sports Nutr. 2014; 11(Suppl 1): P40. [11] Wilson JM, et al. J Strength Cond Res. 2017. [Epub ahead of print]. [12] Ann Intern Med. 2014 Sep 2;161(5):309-18. [13] Metabolism. 2002 Jul;51(7):864-70.

#LowCarb #KetoDiet #metabolismo #nutrição

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo